sábado, 29 de novembro de 2008

Carta de um ateu

O texto que segue não expressa em nenhum momento a minha opinião, a minha visão sobre esse assunto. Entendam como um personagem meu escrevendo isso, não eu.
Caros,
Queria explicar-lhes o que é ser ateu e o porquê de eu ser ateu. Sou ateu porque não acredito em Deus, isso é redundante. Nenhuma divindade é racional. Deuses são criaturas criadas pelos homens e seus diversos povos e por diversos momentos da história para refugiar-se de seus medos ou mesmo explicar as coisas que eles não compreendiam. A ciência, é claro, está longe de nos explicar tudo, mas o que hoje já sabemos é o suficiente para não ter que atribuir a alguma divindade a autoria de tudo o que acontece com o mundo.
Sabemos que o mundo foi gerado a partir de uma explosão, a qual chamaram de big bang. A partir dela, seres microscópicos foram evoluindo desde as águas até ganharem terra e evoluirem ainda mais. Uma dessas criaturas foi certa espécie de macacos que adquiriram habilidades conforme suas necessidades de sobrevivência e aprenderam a andar sobre duas patas, eretos, a falarem e desenharem; posteriormente, criaram sinais para representar a fala: nasceu a escrita.
É, portanto, inconcebível a idéia de que o homem nasceu do barro. Fósseis nos provam essa evolução das espécies. As criaturas que ainda vivem e evoluem aos nossos olhos comprovam a veracidade dessa teoria. Pra quê recorrer a um deus criador?
Em nosso país é muito bem difundida a idéia do deus judaico-cristão-islâmico, embora a religião predominante seja o cristianismo e nela, o catolicismo. Avaliemos esse deus, então, e as factóides das histórias cristãs:
É irracional pra mim, primeiramente, o mundo ser criado em seis dias. Impossível. Mais impossível ainda é o homem vir do barro e só ganhar inteligência porque comeu uma maçã. Adiante, conhecemos um velho que reuniu todas as espécies de todos os ecossistemas existentes numa barca para fugir de um dilúvio. Mesmo divinamente, isso é impossível. Haja espaço!
Percorremos mais um pouco e encontramos travessia num mar a pé enchuto e depois disso pães que caem do céu. E até chegar no Cristo, personagem central da história, percorremos por pessoas que caem em covis de leões e não são atacadas, caem no fogo e não queimam, enfim. Atrocidades inexplicáveis.
A Bíblia nada mais é que um grande livro de fantasia inventado pelas pessoas para mostrar um poder maior impressionante e reger a vida de um povo para manter o controle sobre ele. O ápice do impossível é uma mulher conceber sem o ato sexual e dar à luz um filho que iria morrer e depois ressuscitar.
Respeito todos os credos e todas as filosofias de vida, mas como é possível esse mundo que lemos nas páginas bíblicas ser o mesmo de hoje e não acontecer tais coisas? E de fato, muitas coisas que a Bíblia construiu, a ciência já provou o contrário. Qualquer pessoa com um pouco de racionalidade saberia avaliar e perceber que deus é uma criatura e não um criador.
Por que eu resolvi escrever isso? Estava eu fazendo no orkut uma visita àqueles que fuçam no meu perfil e encontro esse amigo aqui. No perfil e nos vídeos dessa pessoa encontram-se explicações do porquê ele é ateu. E eis que vejo a mais infeliz das manifestações humanas: a hipocrisia!
Creio que um verdadeiro ateu é aquele que não acredita, por entender que a razão o explica tudo. Mas uma pessoa se dizer não-crente por julgar as atitudes humanas deploráveis e Deus não fazer nada, por achar que o episódio de Sodoma e Gomorra foi uma prova da ira implacável e da falta de misericórdia de Deus, é inaceitável.
Se eu não creio em (D)deus, então pra mim Sodoma e Gomorra, as pragas do Egito, a travessia do Mar Vermelho, a criação da Terra em seis dias são histórias fantásticas e não realidades a serem contestadas ou tomadas como objeto de revolta. Se existem pessoas que maltratam animais e eu não concordo com isso e também não creio em Deus, porque ficar esperando de algo que eu sei que não existe uma solução? Ser ateu e ser anti-Deus são coisas diferentes. Cuidado, então, eu digo para esses falsos ateus. Se Deus pra vocês também existe, controlem seus ímpetos que vocês estão sujeitos à ira dEle. Não falem o que vocês não sabem porque mais sábio é aquele que se cala quando vê que vai proferir uma tolice. Não zombem de Deus. Por mais que para vocês ele não exista, ou não querem aceitar a existência dEle, mas faz parte de uma coisa que se chama respeito e que mora em quem acredita nEle (e não é pouca gente, nem tampouco são ignorantes). Agora se não crêem, de fato, não se revoltem com coisas que para vocês são falsas. Vai poupar-lhes estresses. Como diria Wanessa Camargo: "Viva a vida sem ter pressa, ser feliz é o que interessa!".
obs.1: Galera. Valeu mesmo pela repercusão do tópico anterior. Sei que fui muito mal interpretado, mas acreditem: eu não tenho valores desvirtuados. Só fui mal entendido em alguns casos. Foi o tópico máximo da história do Andarilho.
obs. 2: Semana que vem tem a Carta do Cristão. Pra provar que ter uma crença não é tolice. Mas deixem pra comentar sobre isso no próximo tópico.
obs.3: Ah! E ajudem SC! Como puderem! Não é exagero da mídia. A coisa por aqui tá feia mesmo! Quem puder, colabore!

5 comentários:

Desarranjo Sintético disse...

Bom, achei legal o texto, e a explicação e concordo com ele. Acho que quem não acredita não tem que se revoltar com o que não acredita. E sobretudo respeitar os outros, independente da sua crença, ou descrença. Só acho que crer em algo não é irracional, acho que tem coisas que vão além da ciência e tem muita coisa na Bíblia que é "símbólico" e não pode ser interpretado literalmente. Também acho que foi reescrita muitas vezes e tal. Mas acima de tudo temos que respeitar a visão de cada um.

Camila :) disse...

:), éeh uma opção neh?axo tao normal qntoo escolher a sexualdiade xD
gosteei do texto


beejoo

Mary West disse...

Sabe eu gosto de crer em algo. Naum sei oq, mas naum gosto d epensar que sei lá, estamos sozinhos no mundo. É que nem a historia dos extraterrestes, achu muito egoismo pensar que todo o maldito universo seja soh nosso.

Leo disse...

Contestar a existência de Deus baseando-se no "cárater místico" das histórias bíblicas é idiotice. As histórias bíblicas não devem ser interpretadas ao pé da letra: os 7 dias da criação são um modo simbólico de se referir ao tempo gasto pelo Criador; ele não demorou exatamente 7 intervalos de tempo de 24 horas para criar o mundo. o.O

Respeito. É fundamental para o convívio. As crenças são tão diferentes quanto às próprias pessoas. Qual é a mais correta?
A sua. Mas não tente convencer os outros disso. ^^

Até mais, Juliano!

Anônimo disse...

Olha... pessoal... respeito é muito importante em tudo... mas devemos deixar o "eu acho" de lado...: " ah! eu acho isso.. acho aquilo.. acho que a Bíblia foi reescrita várias vezes e tal.." ALguém já leu a Bíblia aqui? toda????!!!.. Poh, vamos parar de achismos.. isso é que é irracional... na verdade algumas pessoas tem razão em contestar a igreja, pastores e padres... pois eles são falhos e humanos... mas contestar a Deus e a Sua PALAVRA é como correr atrás do vento...
Então gente, vamos nos aprofundar nos assuntos antes de demonstrar opniões sem fundamento!

ABraço, Ádamo de Salvador, tel 87112016