domingo, 29 de junho de 2008

Marcando posições

Bem galera, depois de mais de um mês sem novos posts aqui no Andarilho, volto ao cenário blogueiro novamente. Falta dizer que senti saudades, claro. E que pra alguém que adora escrever, as últimas semanas foram as que eu tive menos contato com as letras.

Hoje venho aqui, retomando as postagens deste blog, para falar das posições que eu tenho acerca das várias coisas. Eu cansei de ficar sendo maleável, tipo água que se adapta a qualquer recipiente onde é jogado. Eu falo isso pois, apesar de sempre defender de alguma maneira as minhas idéias, por outro lado acabo tentando de alguma forma não contrariar a pessoa que eu ouve o que eu exponho. Bem, então vou deixar claro algumas posições minhas para que daqui por diante, no momento em que eu criticar essas coisas, vocês saibam da minha posição. Até é bom que nem todo mundo concorde, afinal, se dissermos amém para tudo que todo mundo diz com convicção, iríamos morrer enganados e pobres. Por outro lado, que todas as discordâncias sirvam para contruir e não para derrubar.
E é dessa vertente que começo a nossa conversa: odeio pessoas pessimistas. Bem, mas eu sou pessimista! Então esmiucemos...
Há alguns tipos de pessimismo. Um (o meu) é o único que não repudio. Não porque é meu, até mesmo porque conheço outras pessoas que compartilham esse mesmo tipo de pssimismo, mas porque ele não prejudica ninguém. Eu prefiro ser pessimista nas minhas expectativas. Se dão certo, para mim é motivo de alegria. Se dá errado não vou ficar triste: eu já estava pessimista!
Mas o que me irrita são aquelas pessoas que querem que tudo aconteça errado. Se planejamos uma praia no final de semana, diz que vai chover, se torcemos para a seleção brasileira fazer gols (tá, eu sei que tá difícil, mas já vou mostar o outro lado da coisa), a pessoa fica dizendo que vai perder... Porra! Se você sentou na cadeira com a camiseta da seleção para torcer pelo Brasil, então torça pelo Brasil! Aí vem o contraponto que eu prometi: criticar e ser pessimista são coisas diferentes. Eu posso avaliar, nesse exemplo, a atuação da seleção, comparar com o histórico ridículo dos últimos jogos e fazer uma crítica. Mas torcer é outra coisa e a regra básica do bom torcedor é esperar a vitória!
Sei que o exemplo foi tosco e dois exemplos são poucos para mostrar a minha opinião, mas acho que já dá pra tentar entender.

Funk ao estilo "Créu" e "Pirigueti" pra mim não é música. Isso porque, na minha opinião, não tem musicalidade. Não há uma preocupação, em nenhum dos dois casos, com arranjo, tom e voz. As pessoas falam de todo mundo, reparam em defeito vocal de todos os cantores. Mas neste não vêem nenhum. Porque será? Simplesmente por que as pessoas não estão preocupadas com a música e sim com a batida. Nesse caso prefiro Olodum. E quando não estão afim das batidas, estão concentrados: eles nas bundas das dançarinas (daí prefiro ver filme pornô, vejo muito mais. Ou melhor, prefiro procurar alguém, é muito melhor que ver) e elas (generalizando, sim!) em se mostrar. Portanto, é ridículo essa coisa que tem gente que gosta dessas coisas. Estilo musical, se é bom ou não, é outra discussão. Mas que "Créu" não é música, tenho certeza disso.

Creio em Deus. Ele existe. Pode provar que não? Não pode? Então não critique! Respeito todas as igrejas e religiões, e até mesmo que não acredita, desde que me respeite também. Mas isso não quer dizer que concorde com todos os tipos de fé. São poucas, na verdade. Não por crítica com credos, mas sim por não concordar com o modelo "Igreja Empresarial: enriqueça tendo uma só sua". Por isso admiro as religiões orientais. Porém, sou Católico e sei das quadradices da Igreja, conheço a história da Inquisição, não faltei a aula quando me contaram a história de Joana D´Arq - a maior contradição da história da Igreja Romana - não concordo com tudo que o papa diz. Mas entendo o porquê das decisões dele. Por isso continuo sendo católico. Se quer saber porquê, mesmo eu expondo que conheço e reconheço todos os podres da Igreja, só me perguntar!
Nunca sei quando se usa "porque", "por que", "porquê" e "por quê". Não me digam! Eu vou ter que estudar!
E a propósito; não concordo com a inutilização do trema.


Não aho que todos os políticos são corruptos. Mas atualmente posso dizer que quase todos. Não concordo com o socialismo. Mas sou contra o capitalismo doentio que vivemos hoje. Amo o Brasil e odeio quem fala mal daqui: é vomitar no prato que come. Tem problemas, sim! Mas que nação não tem? Muitos dos problemas nossos são causados por nós mesmos e prometo abordar isso nos próximos posts.
Não critiquem o cinema de Hollywood! Eu gosto! Que se ralem quem acha que é previsível e balálá, balálá... há outros bons, mas quase a totalidade de Hollywood me agrada.
Amo leitura. Leia mais! Ler também é um exercício.
Assisto TV sim! Gosto? Nem tanto! Mas algumas coisas se salvam.
Não acho que a Globo seja manipuladora. É manipulado quem quer! O controle remoto foi inventado há bastante tempo.

Bem, não me lembro de muito mais coisas a falar. Acho que as mais polêmicas já explicitei aqui. Talvez minha volta não foi a mais agradável de ser lida, mas pra mim, pelo menos, foi bom. Numa fase de conquistar novos leitores e reafirmar as minhas posições.
Como diria a Dory de "Procurando Nemo": "Acho que nunca comi um peixe... ufa! Como foi bom botar isso pra fora!"
Aos bons entendedores, o contexto está falando por mim, e não a frase em si.

Obrigado pela atenção e minhas desculpas pelo post mais chato da história do Andarilho.


obs. 1: Tem nova enquete e dicas de filme e música ali do lado. Atualizei tudo.

5 comentários:

Super Nada disse...

Como você bem disse no início do post: "Essas são as suas opiniões"...
Simplesmente não da para criticar, porque esse é o seu modo de ver o mundo, logo não pode ser julgado...


Demorou, mas voltou...

matheuss disse...

também acho que nunca comi um peixe.

Mary West disse...

É isso aí, essas pequenas intolerâncias revelam mesmo quem somos atualmete, ao chegarmos a idade adulta já sabemos muito bem o que gostamos ou não, não somos mais levados pelo sentimento de sair agradando terceiros. ;)

' arcano disse...

Voce tem talento :D

Leo disse...

Que rajada de opiniões, hein! Concordo com umas, discordo de outras e respeito todas! Espero ver vários desses posicionamentos convertidos em posts no futuro!

Estarei aqui para concordar ou discordar. E comentar, é claro!

Até mais, Juliano!