domingo, 21 de setembro de 2008

Fumantes & cigarros

Odeio cigarro. Odeio a maioria dos fumantes. Todo fumante (aqui fala meu lado revoltado, desculpem) é burro.
Por que eu odeio cigarro? Pois o cigarro é uma coisa inútil, causa milhares de malefícios à saúde e destrói com o pulmão dos fumantes ativos e passivos (aqueles que engolem fumaça sem estarem fumando de fato), e destrói com mais outro monte de calhamaço de coisas dos fumantes ativos. É um troço nojento, fedido, que não tem nada de benéfico e ainda por cima é caro. É responsável pela diminuição do orçamento de todas as famílias com membros fumantes, visto que, se existe compra de uma carteira de cigarro por dia, num mês o rombo pode ultrapassar os R$80. O cigarro deixa a mão fedida e amarelada, hálito horrível e uma catinga impregnada na roupa que não há sabão em pó que elimine numa lavagem. Até o cabelo paga com o cheiro horrendo do brinquedo do diabo, depois de uma festa infestada de fumantes. Até plantação de fumo incomoda, pode? (Tem uma aqui na cidade, são mais de 5 bairros que precisam aturar o cheiro de fumo que se alastra em época de colheita).
Por que eu odeio maioria dos fumantes? Porque são cambada de mal educados incontroláveis. Não em tudo, mas basta estar com um cigarro na mão para virarem bichos do mato. Num show lotado, amarrotado de gente, num empurra-empurra louco, sempre tem o cidadão que acende um cigarro e segura ele no alto, dá uma tragada e levanta o maldito denovo. Acaba, por fim, que todo mundo tem que fumar junto com aquela criatura! No ponto de ônibus, ou até mesmo no terminal eles não fazem a gentileza de ficar atrás de todo mundo para fumar sem incomodar; ficam na frente para serem os primeiros a embracar (todo mundo faz isso, mas quando se está fumando, poderia dar um desconto...) e o vento carrega aquela fumaça imprestável para o pulmão de todo mundo que está ao redor. Daí quando chega o ônibus, nem apagam o cigarro: jogam no chão semi-acendido! Mas esse negócio de jogar no chão não é só nos embraques do transporte coletivo, não. Parece que nenhum fumante conhece uma coisa bem legal que inventaram um dia: lixeiro. Há alguns até mais equipados com cinzeiros para os infelizes jogarem seus dejetos ali, mas os tais cinzeiros estão sempre mais cheios de papel de bala do que de tucas de cigarro. Poluem o ar com aquela fumaça nojenta e as ruas com seus cigarros, terminados ou não.
Eu conheço muita gente que é super simpática e educada e de bons valores, mas parece que um cigarro entre os dedos transforma as pessoas. Por isso digo que todo fumante é burro. Mesmo sabendo de tudo isso, fumam. Não culpo os que fumam há anos (não culpo hoje, mas começaram um dia, e esse foi lamentável), mas os mais novos, os jovens. Pra quê fumar? Pra quê começar? Acha bonito? Eu acho ridículo e não há nada mais desagradável (e mesmo os fumantes reconhecem isso) do que o hálito de cigarro. Deixei de ficar com várias meninas ou mesmo de apreciá-las unicamente por fumarem. Não gosto, comigo não tem crédito.
Imagine se eu tivesse sobrando todo mês R$80... minha casa seria uma biblioteca e não eu uma chaminé itinerante....

3 comentários:

Desarranjo Sintético disse...

Está aí! Concordo! Eu estava achando - me baseando no meu círculo de amigos- que os fumantes jovens estavam diminuindo, e muito. Quando ouvi na TV que pelo contrário, aumenta o número a olhos vistos, fiquei muito decepcionado. Será que essa nova geração está exagerando em tudo? É atividade sexual prematura, é cigarro e bebida proematuros, é o caos. Não existem mais educação. E a culpa é dos pais, das escolas, nossa. É como vocÊ disse, lamentável! Eu também odeio cigarro, nunca fumei, e tirando uma ou duas tragadas experimentais, nunca coloquei um cigarro na minha boca, nem cachimbo, nem nada semelhante. E se eu tivesse, como você disse, 80 pilas para gastar, também seria em livros -ótima idéia- ou em comida, ou em qualquer outra coisa, menos prejudicando minha saúde. Eu queria que proibissem o fumo aqui em locais fechados. Não tem como sair de festa sem jogar a roupa toda para lavar e tomar um banho. É insuportável, e não bastando isso, nós, fumantes passivos nos prejudicamos muito masi ao inalar a fumaça do que eles. ARGH!

Belo texto cara! Valeu a visita! Outra pessoa com medo de ser enterrado vivo! Um consolo! Ehehehe!

Mary West disse...

Hummmm...

Eu pretendo parar aos 25. Já é um bom começo. :D

Anônimo disse...

Cara eu sou Fumador... e posso dizer que não é tudo tão simples, infelizmente =/