segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

A New Day...

Um novo dia. Não existe nome mais propício para esse show espetacular da maior e melhor voz feminina (e arrisco dizer, até mesmo entre as masculinas): Celine Dion. Mas eu prometo a vocês que não vou falar de Celine no post todo. Vou deixar para o final, para evitar puxa-saquismos.
O show criado e dirigido pelo mesmo diretor do Cirque du Soleil, Franco Dragone, é simplesmente magnífico. O teatro construído em Las Vegas especialmente para este projeto de Celine Dion, recebe o show "A New Day", sempre com novidades, há quatro anos. Mas o que posso falar do show é somente o que vi no DVD, claro.
A direção de arte e a equipe técnica é impecável. A coreografia é magnífica e a imensidão de bailarinos com movimentos milimetricamente estudados dão um ar de excelência que o espetáculo precisa e merece. Sim, porque é muito mais que um simples show: é uma mistura de teatro, ballet, música e até cinema, no caso, musical. Isso porque um telão de alta resolução instalado no fundo do palco casa os movimentos do show, e insere todos no clime da música. Entramos no meio das ruas movimentadas de Nova York, revemos as apresentações de Frank Sinatra cantando ao lado da musa, vamos ao céu com os voos de pombos e o luar, passamos a noite e o amanhecer em ruínas que lembram as construções gregas. O telão faz pegar fogo no palco, faz nascer uma árvore que se consome ao fim da canção e, mais incrível: não no telão, mas no palco mesmo, sobem escadas, árvores, homem-flor e toda espécie de pirotécnica possível para deixar tudo ainda mais encantador.
Os aparatos tecnológicos são incríveis. Os bailarinos ficam suspensos em cabos de aço para simular um andar de bicicleta nos ares, o carregar do piano fora da gravidade, uma noiva flutuante, ou quadros com pinturas humanas vivas. Mulheres se balançam vestidas de anjo e lustres enormes pousam quase sobre o chão em certa música.
A parte musical também é igualmente impecável. A banda, escondida debaixo das escadas, faz aparições esporádicas e só em certa música; fica mais elegante, embora vejamos pouco os responsáveis pelos melhores arranjos ao vivo que já ouvi. É incrível como um teclado e um piano, instrumentos aparentemente iguais, podem se complementar. Mesmo as músicas mais antigas e até batidas de Celine ganham um encanto especial, tamanho é o poder da banda de transformar uma única música num verdadeiro show, um espetáculo emocionante. A iluminação, sem dúvida, é perfeita para ajudar nessa sensação também.
E para finalizar, é claro, não poderia deixar de falar dela, da estrela maior: Celine Dion. É incrível a potência vocal dessa mulher. Eu já apreciava o trabalho dela, mas nem tanto. Passei a admirar incondicionalmente depois de ver esse show que é uma verdadeira obra-prima, impecável. Celine consegue desde segurar uma nota aguda por longos segundos - arrisco dizer minutos - até interpretar canções com notas graves e mais calmas, sem os habituais "berros" da musa. Das mais lentas e românticas, às mais badaladas e animadas, Celine não perde a elegância. Interpeta canções em francês, italiano, canta com um vídeo de Frank Sinatra perfeitamente bem, interaje com os bailarinos e a plateia e tem uma presença de palco que é até dispensável comentar. Não tem o que falar sobre a voz de Celine. Ao primeiro tom, a primeira nota, a primeira palavra proferida pelo seu timbre maravilhoso, ficamos pasmos pelos 90 incansáveis minutos de show.
O DVD tem extras. Nenhum em português. Vemos os bastidores do show, do momento que a cantora sai de casa até a hora que ela volta, depois do show. Encontros com fãs do mundo todo, inclusive com dois brasileiros, e entrevistas sobre a história do show "A New Day".
Vale a pena conferir. Pra quem não gosta de Celine Dion, pelo menos uma música ou outra. Para quem gosta dela, o DVD é um ótimo investimento. O encarte é muito bem trabalhado e as fotos fazem jus a grandiosidade do espetáculo.
Simplesmente magnífico, marcante, inesquecível. Eu ainda vou para Las Vegas...

Lá no Set Sétima tem a crítica de "Foi Apenas um Sonho", filme que reuniu novamente o casal de "Titanic": Kate Winslet e Leonardo di Caprio. Dessa vez, não tem Celine Dion com "My Heart Will Go On", não.

8 comentários:

Leo disse...

Nossa, eu quase gostei da Celine só de ler o texto, sem nem ouvir uma música dela. xD

Bom, eu acho que conheço umas músicas dela, mas nem sei direito... Não é o tipo de música que eu curto, então acabo não prestando muita atenção. Pela sua descrição, deu até vontade de ver o show. Parece coisa de outro mundo! Mas só se for no DVD! Não dá pra ir pra Las Vegas só por essa conta não... ^^

Até mais, Juliano!

Anônimo disse...

Ah eu sou suspeita pra falar..Já era fã dela mto antes de my heart will go on.
Como essa canadense tem tanto talento? Não sei!
A história de vida dela é mto bonita tb.
Acho que esse show em particular deve significar mto pra ela.

bom, pra mim, a Celine sempre será uma diva.
Valeu a dica Ju!

***

Guilherme disse...

Opá! beleza?
te indiquei para receber o selo "Olha que Blog Maneiro", passa lá no meu blog e confere.
Abraços!

Desarranjo Sintético disse...

Bom, acho que todo mundo conhece um pouco da Celine, ainda masi depois do Titanic. Acho que ela é uam boa cantora, com certeza, e se tiver a oportunidade, darei uma espiada nesse DVD.
Quanto ao post anterior, é realmente incrível o marketing e quantidade de novas igrejas. É absurdo, é a fé sendo movida a favor do próprio bolso, eu não entendo como as pessoas usam o nome de Deus em vão dessa maneira sem nenhum remorso. Se auto-intitulam como ministros, bispas e etc.. com que direito? Com que qualificação? É realmente ridículo. E quanto ao dízimo, acho que dá quem pode e quanto pode e quem quer, e pronto. Se tu tem intenção de ajudar a igraja, de agradecer pelo que recebe no dia-a-dia, doe um pouco do seu dinheiro se isso te faz bem, mas ter obrigação com isso? Agora tu tem que comprar a fé? Fala bem sério! Eu respeito todas as religiões, e acho qeu a fé em si, o amor que Deus ensinou é maior que tudo isso, que todos devemso ser um só no universo, que devemos nos ajudar, e que esses ensinamentos são maiores que qualquer mesquinhez que ronsa por aí hoje em dia. Que tanto faz tu ser pagao ou cristão que o que importa é que tu ame o próximo, que repseite os irmãos, que tenha dignidade e educação! E no mais é isso!
Obraigado pelos seus comentários lá no blogue!!
Abração!

Fábio.

♥M@cellY♥ disse...

A celine é ótima nééé....
Adorooo também... viajo qdo ela ta cantando..

Bom, j vou ser rápida... pq to sem pc em casa
=/
Buáááá

Bjãoo0oooo

♥M@cellY♥ disse...

Tem um selo pra ti no meu blog!!!
Passa lá
Bjo0s

Mary West disse...

É dificil alguem gostar de Celine sem lembrar de Titanic, tal como é legião com pais e filhos. As vezes vale mesmo apenas buscar mais informações sobre o nosso artista favorito, torna a gente mais sábio que os demais que soh sabem uma música.

Anônimo disse...

Eu adoro a Celine ,esse DVD ,estaperfeito,como ela sempre esteve,eu tambem vou para Las Vegas