domingo, 30 de março de 2008

O Amanhecer

Essa semana estava eu em mais um dia de trabalho - aquele que eu madrugo para ir cumprir minhas obrigações profissionais - e tive a honra de presenciar uma aurora espetacular. Cheguei a comentar com um colega meu que existem poucas coisas tão lindas na vida quanto um amanhecer. E por vezes nem nos damos conta que, se tirarmos um dia de nossa vida para presenciar um amanhecer vamos nos deparar com um dos espetáculos mais incríveis da natureza. Eu iria descrever para vocês, mas naquele momento, algo gritou mais forte dentro de mim, e saiu algo mais ou menos assim:

A noite ainda não foi embora
Mas lá fora
Tem luz já clareando o céu
Como flechas gigantes atiradas
No azul-escuro do firmamento
E as estrelas perfeitamente ordenadas
Começam a se apagar na luz do seu alento
O espaço livre numa briga de cores
Desde o preto até o branco no horizonte
E faixas de luz emanam cortando tudo isso
Numa reta sem fim até não se sabe onde


Não há vento, mas os pássaros já cantam
E comemoram o dia que vem vindo
As nuvens não existem, nem atrapalham
E abrem espaços nessa tela de magia
Onde misturas, formas e cores dão luz
A um novo dia
E transformam a brusca madrugada
Numa manhã, aos poucos, ensolarada
E em mais um dia que a vida se renova

Juliano Reinert

4 comentários:

♥M@cellY♥ disse...

Que lindooooooooooo
O amanhecer é mesmo liindo né...
E o melhor de tudo é vê-lo assim..pq qdo eu o vejo em fim de balada... nem tem tanta graça.. rss

Adorei a poesia, muito, muito bonita!

Bjo grande... e que nenhuma nuvem apareça para atrapalhar o seu céu...

Mary West disse...

Adorey! Muito lindo e cheio de sentimentos, realmente deu p/ me teletransportar a esta exata hora onde tudo naum acontece, mas pode acontecer para quem assim deseja. ;)

Super Nada disse...

Perfeito... Muito bom mesmo...
Mas deixa eu te explicar uma coisa: pessoas depressivas assim como eu, não podem ver o por do sol, porque elas simplesmente iam perceber o quanto é bom viver, mesmo que só para olhar uma vez mais pela janela e ver o quanto tudo é tão bonito, mais ai a graça de ser depressivo ia acabar...

Leo disse...

Diretor, escritor, universitário, mágico e agora poeta? Existiria algo que você não sabe fazer?
uaehuaheauheauehauheuahea

Brincadeira, Juliano! Gostei muito do poema. Será que as histórias d'O Novo Reinado virão permeadas com alguns desses? ^^

Parabéns mesmo! Ótimo poema. E post!